“Fé em Deus e Pé na Tábua”. Seguramente você já escutou esta frase, ou alguma variação dela, não é mesmo?

Você com certeza também já ouviu pessoas falando sobre sair da “zona de conforto”.

Normalmente escutamos esta última quando somos desafiados a ir além dos nossos hábitos para obter resultados melhores.

Mas quando somos nós os forçados a sair desta zona de conforto, por quanto tempo conseguimos perseverar?

Você não deveria se surpreender com quão rápido você deseja desistir de ficar fora da sua zona de conforto.

Veja, nossa natureza nos impulsiona a buscar o conforto.

Até mesmo quando empreendemos, colocando literalmente o pé na tábua, o objetivo final é o conforto que podemos proporcionar a nós e às pessoas que amamos, não é mesmo?

Eventualmente, no meio do caminho, percebemos que evoluir em direção a um alvo nos torna mais fortes, e isso também nos traz muita satisfação.

Contudo podemos dizer que ficar fora da zona de conforto não é nosso padrão.

Então como fazer?

Aceitamos nossas limitações e ficamos quietinhos em nossos hábitos?

Se você quer uma vida medíocre, repleta de frustrações, vá em frente. Aceite passivamente suas limitações e é isso que receberá ao final.

Mas eu sei que se você leu até aqui, é porque o seu alvo não é este. Então, primeiramente, parabéns, e vamos em frente...

O que é a nossa zona de conforto?

Basicamente é aquele local onde você, com muito pouco ou nenhum esforço, se sente bem, protegido e aliviado.

Imaginou?

Será que você pensou no seu sofá, ou na sua cama?

As chances de eu ter acertado são em torno de 88% segundo estatísticas dos mais avançados institutos de comportamento preguiçoso. 😬

Entenda, não é errado desejar este conforto e alívio, ele é necessário. Mas lembre-se, ele tem um preço.

A dúvida então é...

Quanto você está disposto a abrir mão disso, para focar seus esforços para alcançar o sucesso que deseja?

Talvez a sua resposta seja 100%. Excelente, então vamos para um exame um pouco mais detalhado.

  • Você é ensinável?
  • Você ouve e segue instruções dos mais experientes?
  • Você está implementando o que aprendeu?
  • Você é persistente e consistente?
  • Você confia e acredita que seu esforço terá resultado?

Uma boa forma de avaliar sua atitude diante dos negócios é se comparar com os atletas de alta performance.

Não sei se você chegou a ver Ayrton Senna correndo na Fórmula 1, eu tive este privilégio.

Ele era diferente.

A expectativa que você tinha era sempre a de um cara que desafiaria o óbvio.

Era o piloto que seguia acelerando enquanto todos já haviam pisado no freio.

Que dizia: “Quando achei que havia chegado ao meu limite, percebi que tinha força para ir um pouco mais”.

A impressão que dava era a de que dar o máximo era a zona de conforto dele.

Percebe a diferença da lenda para a pessoa comum?

Ele percebeu que melhorar, evoluir, aprender e dar o máximo trazia a ele o verdadeiro sentimento de realização que desejava na vida.

O sofá do Ayrton Senna era desconfortável! Duvida?!

Talvez custasse o valor de um carro, mas não era no sofá que ele se sentia bem.

E você, consegue lembrar das realizações que alcançou até aqui?

Esse é o ponto crítico de decisão.

Aqui você decide se vai dar 100% e tirar o máximo que puder desta vida ou se escolherá o sofá...

Não importa o que “pé na tábua” signifique pra você.

Vá em frente. Consiga o que você quer da vida e não tenha medo se achar que o que você quer está fora do seu alcance: não está.

Se você está desistindo de si mesmo ou do seu negócio; a única coisa fora do seu alcance é a sua falta de compreensão do que é uma fórmula simples que leva ao sucesso.

Voltando então às perguntas que fizemos há pouco:

  • Você é ensinável? Nunca pare de aprender.
  • Você ouve e segue instruções dos mais experientes? Preste atenção e não tente reinventar a roda. Reinvente-a somente depois que você dominar tudo que deu certo até aqui para os outros.
  • Você está implementando o que aprendeu? Comece agora!
  • Você é persistente e consistente? Lembre-se dos seus sonhos e nunca desista.
  • Você confia e acredita que seu esforço terá resultado? Diga sim.

Você só está lendo este post porque um dia nós da Ignify acreditamos e dissemos, sim!

Ouça os mais experientes, imite-os até que aprenda detalhadamente tudo sobre como eles chegaram lá.

Não acredite em sucesso que vem sem esforço.

Coloque o que tem aprendido em prática e lembre-se que seus resultados podem não ser iguais ao de seus líderes, mas devem ser comemorados com o mesmo entusiasmo.

Só sai do zero quem teve a coragem de dar o primeiro passo.

Chegou até aqui? Você já deixou 78% da competição pra trás. (menos de 22% das pessoas leem um artigo de blog até o final).

Portanto parabéns!!!

Este artigo ajudou você? Compartilhe com seus amigos e ajude eles a pisar fundo também.