A internet foi consagrada como recurso decisivo para as relações humanas nos últimos anos. Hoje, áreas como entretenimento, consumo e trabalho, moldaram grandes oportunidades para o desenvolvimento do empreendedorismo digital.

Entre 2000 e 2015, o uso da internet cresceu sete vezes, saltando de 6,5% para 43% ao redor do mundo. Dados da International Telecommunication Union (ITU), de 2014, revelaram que a população mundial alcançou a marca de 3,2 bilhões de internautas.

Eram aproximadamente 44% de usuários no mundo com acesso à rede. Em 2009, o Brasil foi considerado o maior mercado mundial de internet em número de internautas, conforme um levantamento citado pelo Sebrae.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada em 2015, quase 60% da população brasileira utiliza internet. O telefone celular é o dispositivo usado por aproximadamente 90% destes usuários.

Esses são apenas alguns dos dados interessantes, que mostram o quanto a internet tem desempenhado um forte papel na vida das pessoas.

A recente crise econômica do nosso país estimulou muita gente a entrar no empreendedorismo digital e apostar no seu negócio próprio.

Que tal conhecer melhor esse setor? Continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber agora sobre um dos modelos de negócios mais promissores do mundo!

O que é empreendedorismo digital?

A inovação precisa ser parte de sua cultura. Os consumidores estão se transformando mais rápido do que nós, e se não os alcançarmos, estaremos com problemas. – Ian Schafer.

Criado na década de 1970, o empreendedorismo digital é definido como um modelo de negócio, que oferece um produto ou serviço diferenciado por meio de um canal digital para a obtenção de lucro.

Neste sentido, o empreendedorismo digital combina criatividade e inovação no universo online.

Diversos produtos e serviços são vendidos por segundo em escala mundial por meio de plataformas digitais. Afinal, a cultura do consumo acabou sendo transformada com a tecnologia.

Possibilidades para você, empreendedor


Um empreendedor digital pode criar um produto próprio e disponibilizá-lo para venda ou vender produtos já desenvolvidos por outras pessoas, ganhando comissão.

No primeiro caso, o empreendedor é o produtor, enquanto que no segundo caso ele é denominado parceiro ou afiliado.

Independente da categoria escolhida, a divulgação dos produtos e/ou serviços pode ocorrer por meio de blogs, sites, links patrocinados, lista de emails, entre outros.

No caso de links patrocinados, o produto é divulgado com pagamento em algumas plataformas específicas, como o Google ou o Facebook, por exemplo.

Mas, mesmo com tudo isso, você pode estar se perguntando agora...

Qual é a importância do empreendedorismo digital?

Alguns estudos mostram que o empreendedorismo digital tem sido relevante para o fortalecimento e crescimento da economia.

A partir do aumento da quantidade de empreendedores no Brasil, pequenos negócios têm sido muito importantes para o Produto Interno Bruto (PIB) e para a geração de empregos.

Segundo dados do Sebrae, micro e pequenas empresas (MPEs) geram 27% do PIB do país. Em um período de dez anos (2001 – 2011), os valores da produção gerada pelos pequenos negócios saltaram de R$ 144 bilhões para R$ 599 bilhões.

Para você ter ideia, quatro em cada dez brasileiros possuem uma empresa ou estão envolvidos com a criação do próprio negócio.

O que isso significa?

A maioria dos empreendedores estão entrando diretamente, migrando ou estendendo seus negócios para o universo digital, vendo grandes possibilidades de lucros.

O primeiro motivo é o que já expliquei no começo deste artigo: a maior parte da população conectada nas redes e cada vez mais consumindo pela internet.

O segundo motivo é que os lucros são maiores, já que você não precisa investir muito para criar um produto online. Na maioria dos casos, apenas de algumas ferramentas e o conhecimento certo. Logo, o lucro ultrapassa significativamente o da venda física.

O terceiro motivo é que você pode trabalhar na sua casa e vender para qualquer pessoa do mundo, em qualquer horário. Ou seja: você não tem limites geográficos e não depende de horário comercial.

Okay, a internet é lucrativa. Mas como fazer para apostar neste modelo e ter sucesso também?

Os primeiros passos para o empreendedorismo digital


1 – Escolha um segmento de mercado

Para começar no empreendedorismo digital é necessário planejamento, conhecimento e muita pesquisa.

O primeiro passo envolve escolher um segmento do mercado que seja próximo dos seus interesses e experiências.

Supondo que você tenha uma boa escrita e conheça técnicas de otimização de conteúdo para a Web (SEO)...

Você pode ser um produtor de conteúdo, que escreve artigos relevantes sobre diferentes assuntos, para que os seus clientes sejam achados pelo Google e tenham um posicionamento maior no mercado.

Existem muitas oportunidades pouco exploradas no mercado, portanto, faça uma boa pesquisa e defina um segmento que você tenha afinidade.

2 – Conheça o seu público-alvo

Nessa etapa é fundamental conhecer com profundidade o público-alvo do segmento que você irá atuar. Ou seja: quem são os seus clientes?

Além de dados gerais, como localização, idade e nível de escolaridade, entenda quais são as necessidades, desafios, problemas e vontades dos seus potenciais clientes.

Esse detalhe pode fazer uma grande diferença na forma como você irá interagir com eles e no sucesso que terá no empreendedorismo digital.

3 – Defina um meio para captar clientes

O próximo passo exige a definição de um meio para captar os seus clientes. Até porque numa loja física você precisa ter um espaço para as vendas, certo?

No meio digital funciona da mesma forma. Você precisa ter um espaço para que as pessoas leiam sobre os seus produtos ou serviços.

Criar um blog, site e/ou loja virtual, podem ser algumas alternativas viáveis para atingir os usuários certos para o seu negócio.

4 – Estabeleça um produto/serviço e a plataforma de venda

Definido o meio de comunicação, estabeleça um produto/serviço e a plataforma onde ele será disponibilizado.

Como você já sabe, é possível criar um produto próprio ou vender algo de terceiros por meio de uma afiliação.

No programa de afiliados, você pode entrar no Hotmart, Monetizze ou em algum outro que atenda às suas expectativas.

Se preferir vender seus produtos sem disponibilizá-lo em um programa de afiliados, pode criar no seu site, uma página para as vendas, como algumas empresas fazem.

5 – Invista em estratégias de marketing digital

Após disponibilizar um produto ou serviço em um canal estratégico para o seu público, invista em conhecimentos e técnicas para aumentar o engajamento das pessoas que interagem com você.

Isso é o que gera um bom posicionamento na internet. Ter conteúdo de valor, seja ele em anúncios ou em artigos que eduquem os seus clientes.

Desta maneira, você consegue construir presença online e passa a ser visto como referência naquele produto.

Investir em estratégias de marketing no empreendedorismo digital é essencial para que você alcance mais pessoas e tenha uma “conversão” maior, ou seja, transforme contatos em clientes.

Você pode ser um empreendedor de sucesso a partir de hoje!

Empreender de forma bem-sucedida exige assumir riscos e desafios como oportunidades. O seu sucesso irá depender de esforço, conhecimento, aprendizado e criatividade.

Encarar cada obstáculo como uma vantagem faz a diferença!

O empreendedorismo digital conta com diversos benefícios e algumas armadilhas, assim como qualquer outro modelo de negócio.

Mas para te ajudar a não cair em furadas, vou disponibilizar apoio e informações relevantes para o seu dia a dia.

Você pode criar um negócio do zero e conseguir mais liberdade para a sua vida, seja em relação ao dinheiro ou à gestão de tempo.

Quer receber atualizações de artigos?